Marca italiana movimenta mercado com sucos integrais e smoothies 100% naturais

Uma pesquisa da Nielsen e da consultoria Equilibrium, homens e mulheres estão cada vez mais conscientes e cuidadosos com a alimentação e ingredientes presentes em cada produto e, além de buscar produtos frescos, valorizam algumas características ao escolher o que consomem. Uma linha exclusiva de sucos integrais e smoothies 100% naturais está movimentando o mercado. Criada pelo empresário italiano Nico Riggio, a Blissimo está há um ano no Brasil e tem seus produtos nas gôndolas das principais redes varejista.

A marca se diferencia pela qualidade dos ingredientes e formulação exclusivas, a forma de preparo com tecnologia de ponta e o design e embalagem. Os sucos integrais da marca, ou em italiano, spremutas, de 300ml e 1l, podem ser encontrados nos sabores laranja natural e laranja rossa – a primeira laranja vermelha do Brasil. Os sucos são produzidos com as frutas in natura, prensadas a frio, sem a adição de suco concentrado,corante ou açúcar, e por conta da pasteurização própria e leve que respeita os ingredientes – possui todo o sabor e valor nutricional do suco fresco.

Já os smoothies 100% integrais é basicamente uma vitamina de frutas consistente, cremosa e nutritiva. A receita da Blissimo combina frutas in natura e integrais ao leite de coco light, dando origem a um mix sem lactose, sem açúcar ou conservantes que pode ser consumido no café da manhã, entre as refeições e antes ou depois de atividades físicas.

Ao longo de 2016, a empresa ampliará a linha de sucos e smoothies, e também apresentará novos produtos, de diferentes categorias, aos consumidores brasileiros. A Blissimo também pretende fortalecer sua expansão nacional e internacional no decorrer do ano, com entrada prevista para diversos países da américa do sul já no primeiro semestre deste ano.

FOTO: Divulgação

 

 

Read More

Empresa promove feira livre para incentivar novos hábitos de seus colaboradores

É cada vez maior o número de pessoas que se alimentam todos os dias fora de casa, em restaurantes ou mesmo na empresa em que trabalham. Segundo pesquisa recente, 67% dos brasileiros almoçam fora todos os dias, mas apenas 7% consideram a oferta de pratos saudáveis como um fator determinante para escolha do local da refeição. Pensando nisso e com o objetivo de incentivar hábitos mais saudáveis entre os colaboradores, a Callink implantou o projeto ‘Nossa Feirinha’, que oferece todas as sextas-feiras, das 8h às 18h, uma feira com alimentos naturais, como frutas, verduras e legumes, possibilitando o acesso facilitado aos produtos com preços mais acessíveis.

Segundo a gerente de RH da empresa, Marcela Pimenta, além de promover a conscientização sobre a importância de uma alimentação saudável, o projeto oferece comodidade aos colaboradores. “Com este projeto oferecemos aos colaboradores a oportunidade de ir à feira, sem sair da empresa, adquirindo com preços especiais produtos saudáveis como frutas e verduras. Assim dentro do horário de trabalho eles podem experimentar novos hábitos, com qualidade de vida”, disse.

A analista de treinamento Roberta Souza Santos aprovou o projeto. “Adorei a iniciativa pela facilidade, comodidade e principalmente pela variedade que a feira oferece. Eu trabalho o dia todo na empresa e muitas vezes por conta da correria a gente acaba não tendo hábitos tão saudáveis. Já passei por aqui duas vezes hoje e até separei algumas coisas para levar para casa”, contou a colaboradora.

FOTO: Divulgação

 

Read More

Alimentação saudável ganha novos adeptos

O hábito de alimentação saudável está em ascensão no Brasil. De acordo com levantamento realizado pela Euromonitor, a previsão é que até 2019 o segmento de alimentos saudáveis movimente R$ 110 milhões e cresça mais de 50%. Os dados revelam que os brasileiros aumentaram sua preocupação com uma alimentação saudável, com menos produtos industrializados e mais alimentos naturais.

Voltando o olhar para a agricultura, dados do Ministério do Meio Ambiente mostram que a produção de alimentos orgânicos cresce 25% ao ano desde 2009. Enquanto que a média mundial de produção destes alimentos é de apenas 6%. A venda de alimentos e bebidas tradicionais cresceram 67% nos últimos cinco anos no país, já as saudáveis aumentaram 98% no mesmo período. Assim, com uma movimentação de 35 bilhões de dólares ao ano, o Brasil tornou-se em 2014 o quarto maior mercado para alimentos saudáveis no mundo.

Considerando esse cenário, e tendo a alimentação saudável como prioridade, o empresário Robson Borges administra seu restaurante, o Bistrô da Praça. “Acompanho o cardápio do Bistrô diariamente, utilizo apenas verduras frescas e entregues no dia e busco reduzir o óleo e o sal dos pratos”, conta.

De acordo com o empresário, é preciso ter muito cuidado com o preparo de alimentos e a alimentação saudável tem mais sabor do que aquela que usa grande quantidade de temperos industrializados, óleo, manteiga e farinha branca. Segundo a nutricionista Patrícia Carolina, o aumento na procura por alimentos saudáveis não aconteceu ao acaso. “As pessoas estão em busca de ter uma melhor qualidade de vida e longevidade.” A nutricionista explica que o desejo de mudança na alimentação vem principalmente de jovens entre 18 e 30 anos e adultos acima dos 40 anos.

FOTO: Divulgação

Read More