Reajustes em janeiro exigem planejamento do consumidor

POR: Margareth Castro – jornalista – Siga @notaseprosas

 

Janeiro é um mês que exige mais planejamento econômico devido a quantidade de contas e os reajustes comuns nesta época em serviços, produtos e impostos. O salário mínimo de R$ 954, em validade desde 1º de janeiro, foi reajustado em R$ 17, o que corresponde a 1,81% em relação ao valor de 2017. Esse é o menor aumento em 24 anos. Por outro lado, o preço dos combustíveis aumentou  quase 13% no período de julho a outubro do ano passado. Até novembro foram 37 reajustes.

O botijão de gás de cozinha também subiu, de R$ 65 para R$ 82. E se não fosse o suficiente, tem o reajuste das mensalidades escolares que variaram entre 12% e 15%, e ainda a compra do material escolar, que também está mais caro em relação ao ano passado e vai exigir muita pesquisa por parte do consumidor, já que a variação de preços entre uma papelaria e outra é grande.

E para os uberlandenses, a semana começou com mais um reajuste, desta vez do transporte coletivo. A passagem de ônibus subiu de R$ 3,80 para R$ 4 no último domingo, 21 de janeiro. Mas, não acabou ainda. Até o fim deste mês está previsto o aumento da tarifa da água. O Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) anunciou o reajuste de 6,58%, já publicado no Diário Oficial do Município no final de dezembro.

O Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em Uberlândia, pago em abril, também foi reajustado em 2,3% em relação ao valor cobrado no ano passado. Com tantos reajustes, é preciso se programar para não se endividar e seguir uma regra básica ensinada por todos os economistas, planejamento.

FOTO: Divulgação

 

Além da compra de materiais escolares, pagamento do IPVA,

Read More

Planejamento é fundamental para começar bem o ano novo

O Ano Novo já está chegando e é comum nestes dias as pessoas fazerem planos, como iniciar uma atividade física, trocar de carro, ingressar numa faculdade, fazer a viagem dos sonhos, dar um up na empresa, mudar de emprego ou até mesmo de profissão. Muitos sabem onde querem chegar, mas a pergunta crucial é como chegar lá? Seja qual for o objetivo o planejamento é o ponta pé inicial.

“Um planejamento serve justamente para definir os objetivos almejados e estipular prazos, metas e estratégias para alcançá-los, levando em conta o momento da vida da pessoa ou do profissional”, afirma a master coach e analista comportamental, Hérica Santos.

Plano de carreira

Qualquer que seja a meta a se atingir é necessário ter determinação, disciplina e planejamento. Segundo a master coach Hérica Santos, com 20 anos de experiência em gerenciamento de carreira, algumas etapas precisam ser seguidas para e elaboração do plano de carreira para a vida ou profissional, como o autoconhecimento, o objetivo e motivação.

No âmbito profissional, por exemplo, identificar o que gosta de fazer, aonde quer chegar e estar certo de qual profissão, tipo de trabalho, nível hierárquico que quer atingir é o primeiro passo, para isso o autoconhecimento é de extrema importância. “É preciso refletir sobre os comportamentos, relações e habilidades. Saber quais são os pontos fortes e fracos, as ameaças e oportunidades que o mercado oferece. Além de uma autoavaliação, é preciso determinar as preferências de carreira, estabelecer objetivos, desenvolver um plano e monitorá-lo. Esse plano deve ser realista”, afirma.

Hérica explica que ao traçar os objetivos a pessoa deve se perguntar aonde quero chegar? O que deverá ser feito para que eu consiga? Se estiver empregado, faço o que gosto? O salário que estou recebendo é o que o mercado está pagando? Depois da autoanálise, do seu objetivo determinado é preciso saber como chegar onde se deseja e para isso o profissional deve buscar a qualificação, aprender idiomas, cursos e o que for preciso para crescer.

Hérica explica que planejar é um desafio e que o brasileiro ainda não tem a cultura do planejamento de carreira e por isso se frustra muito. “A carreira certa é aquela que equilibra a vida profissional e a afetiva. Se não há planejamento, as pessoas se perdem. O plano é importante porque o indivíduo passa a ter consciência a seu respeito, a respeito do mercado em que atua e da posição que ocupa, assim como da posição que deseja ocupar de forma ordenada, por isso é tão importante”, ressalta.

FOTO: Divulgação

 

Read More

Como se preparar para as despesas de fim de ano

Com as festas de fim de ano chegam também as despesas extras: listas de presentes, organização de confraternizações e planejamento de viagens ocupam o tempo e o bolso de quem está se preparando para comemorar. Para não se perder nas contas e acabar amargando o orçamento, a palavra-chave é planejamento.

Dicas para organizar os gastos e aproveitar as festas:

1) Planeje o seu orçamento (e considere as contas de início de ano)
O primeiro passo para garantir o seu controle financeiro durante as festas é fazer um bom estudo e planejamento do seu orçamento. Contabilize as receitas no período, considerando os ganhos extras que tiver, como 13º salário, férias ou bonificações. Depois é hora de partir para as despesas: tanto as fixas, quanto as variáveis. É importante considerar também os gastos extras que terá no início do ano, com IPTU, IPVA e material escolar, por exemplo. Além disso, crie metas para o próximo ano.

2) Descubra quanto pode gastar…
Agora é hora de fazer a análise desse orçamento: veja onde há margem para corte e qual é o espaço para novos gastos. Com esses valores em mãos, você irá descobrir o quanto poderá gastar com as festas sem prejudicar o orçamento.

3) Tenha disciplina
Evitar as compras impulsivas nesse período é um grande desafio: são tantas opções de presentes, comidas e passeios que não é difícil extrapolar as previsões de gastos. Por isso, é importante ter disciplina para não cair na armadilha de comprar coisas que você nem queria, só por impulso.

4) Pesquise preços
Para garantir boas compras, é fundamental pesquisar preços. Para isso, verifique os valores e as condições de pagamento oferecidas por diversas lojas. Você também pode usar sites específicos para comparação de preços. E lembre-se: sempre tente negociar a compra e pedir descontos ao vendedor.

5) Evite o parcelamento
Outra dica para não se complicar com as contas é evitar o parcelamento. Com isso, você diminui as chances de se perder nos números e começar o ano com mais despesas do que pode pagar. Se for inevitável parcelar algumas compras, entretanto, anote todos os gastos e prazos de pagamento em uma planilha. Assim, você pode saber o quanto está gastando e garante que esse valor caiba no seu bolso.

6) Compartilhe os gastos
Para organizar as festas de fim de ano, é comum dividir os gastos com amigos ou familiares. Para não se perder nas contas e evitar que alguém fique sobrecarregado, é importante que vocês façam o controle desses valores.

FOTO: Shutterstock

 

Read More

Fórum Uberlândia 2100 vai discutir o futuro da cidade

Sensibilizar e despertar nos diversos setores da sociedade a importância do planejamento social, ambiental, econômico e urbanístico. Este é um dos principais objetivos do Fórum Uberlândia 2100 que acontece na Universidade Algar, no dia 28 de abril e reunirá diferentes representações de todos os segmentos que, de alguma forma, representem a cidade, seus interesses, suas dificuldades e problemas.

O evento irá mostrar como referência a experiência de Maringá, que já tem um conselho estruturado para cuidar do futuro da cidade. Em Uberlândia, caberá aos participantes definir o modelo a ser implementado.

O Fórum Uberlândia 2100 é patrocinado pelo grupo Algar e realizado pelo Sindicato das Indústrias de Construção Civil do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba (Sinduscon/TAP). Para o presidente do Conselho de Administração do Grupo Algar, Luiz Alberto Garcia, a intenção é deixar um legado para o futuro da cidade. “Discutir um futuro que não estaremos presentes, mas que dependerá enormemente de tudo que fizermos agora”.

O Sinduscon/Tap tinha a proposta de trazer um evento promovido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil – CBIC, com o tema “O futuro da minha cidade” e com idêntico propósito. A conjunção de objetivos fez com que se juntassem para promover o Uberlândia 2100, que tem o apoio, também, das principais associações representativas locais.

 

Read More