UDI Bike registra crescimento de 180% em um ano

Em um ano, o número de viagens de bicicleta pelas ruas de Uberlândia, por meio do projeto Udi Bike, aumentou em quase 180%, saltando de 626 empréstimos mensais para 1.742, desde que população teve a chance de usar os veículos sem nenhum custo.

Com isso, entre 2017 e 2018, o número de usuários cadastrados também aumentou 33%, passando de 16.161 para 21.463 ciclistas.As novas formas de mobilidade urbana têm mudado a maneira como as pessoas se deslocam pela cidade, gerando menos trânsito de carros e auxiliando na prática de esporte. Além de serviços de transporte por aplicativo, como a Uber e a 99Pop, tem ainda as bicicletas.

A Uber, por exemplo, deve trazer bicicletas elétricas para o Brasil neste ano, assim como já ocorre nos Estados Unidos. Além de ser uma opção de lazer e meio de transporte, é ainda um instrumento de trabalho. É o caso, por exemplo, da veterinária Cecília Brito, que utiliza as bicicletas compartilhadas nos fins de semana, para passear com o irmão, ou em alguns dias na volta do trabalho. “Eu voltava só de ônibus, mas quando estou mais animada, mais disposta, eu pego a bike perto do Centro de Tecelagem e venho para a estação dos Bombeiros, porque eu moro aqui próximo”, disse Cecília. 

O analista de sistemas Wedesley Botelho troca a roupa social usada no escritório em que trabalha no Center Shopping por short, tênis e camiseta, pega a bicicleta do projeto Udi Bike e segue até a primeira estação, localizada em frente o Centro de Tecelagem, na avenida Rondon Pacheco. Para ir ao trabalho, no outro dia de manhã, faz o caminho inverso.  “Eu acho bacana. Porque além de ser bom para a saúde, é bom para o bolso. Em um ano, eu economizei R$ 1 mil. Seria melhor se a cidade tivesse mais ciclovias”, afirmou.

Ciclovias

Hoje, a cidade conta com 95 km de vias exclusivas para ciclistas, o que representa apenas 3,2% dos mais de 3.000 km de malha viária urbana. São 58 ciclovias e 20 ciclofaixas. Segundo o geógrafo urbanista, Frank Barroso, que estuda o uso da bicicleta há de 15 anos em Uberlândia, e inclusive ajudou a implantar o Udi Bike, 54% das ciclovias e ciclofaixas da cidade tem até 2 km de extensão e um planejamento futuro melhoraria ainda mais a mobilidade urbana na cidade.

Em Uberlândia, o Udi Bike tem quatro estações, que ficam no Centro de Tecelagem, no viaduto da avenida João Naves com a Rondon, em frente ao Corpo de Bombeiros e na entrada do bairro Granja Marileusa, o que corresponde a cerca de 20 km de ida e volta.

O sucesso é tanto, que segundo Clóvison Elberth Alves, o Clovin, fundador do Instituto Saúde e Equilíbrio e coordenador do projeto, há possibilidade, em breve, da cidade ganhar uma nova estação em frente ao Parque do Sabiá. “Essa bicicletas tem um modelo ecologicamente sustentável, não poluem o ambiente, e o projeto pode se estender para vários pontos da cidade. Na medida que a pessoa pode pegar a bicicleta em um ponto e deixar em outro, não precisa se preocupar com segurança e nem com manutenção do equipamento. É gratuito e dá pra todo mundo utilizar”, disse Leandro Carneiro, coordenador de projetos da ITV Urbanismo. 

Serviço

Para utilizar o sistema Udi Bike, o usuário deve se cadastrar no site https://udibike.tembici.com.br/ e retirar uma bike em um dos quatro pontos da cidade, sendo eles o Centro de Tecelagem, o viaduto da avenida João Naves com Rondon Pacheco, o Batalhão do Corpo de Bombeiros e a entrada do bairro Granja Marileusa. A utilização é gratuita. 

Benefícios das bicicletas compartilhadas

· pedalar é uma atividade física e ajuda a melhorar a saúde;

· menos tempo gasto no trânsito;

· custo mais baixo com manutenção;

· não emitem gases poluentes;

· conexão com o transporte coletivo;

· facilitam os deslocamentos chamados de último trecho, por exemplo, entre uma estação de ônibus e o destino final;

· ajudam a tirar carros das ruas.

FOTOS: Divulgação

Read More

Emcantar promove ato em favor do projeto UDI Bike

Os jovens participantes de projetos sociais da Associação EMCANTAR se uniram para realizar um ato de conscientização, com performances de canto e uma aula aberta de expressão corporal., que será realizada no ponto do UDI Bike na avenida Rondon Pacheco, às 10h, no  ponto de bicicletas do Centro de Tecelagem. A ideia é fazer com que a sociedade repense seus atos e passe a trabalhar em prol do coletivo.

A ideia da ação surgiu a partir de notícias sobre os furtos de seis bicicletas do projeto “UDI Bike”. Indignados, os adolescentes decidiram que também é deles a responsabilidade de fazer algo para conscientizar a população e transformar atitudes como esta.

De acordo com Fernanda Lemos, coordenadora dos projetos sociais realizadas pela Associação EMCANTAR, o ato será realizado em área pública e, portanto, gratuita, e conta com a presença de pessoas que pensam em construir uma sociedade mais colaborativa. O convite é para todo cidadão que se sentir responsável pela preservação das conquistas da cidade. “Quanto mais pessoas forem à apresentação, mais voz os jovens terão para fazer com a conscientização chegue a toda população. O desejo é que a ação idealizada por esses jovens impacte o todo positivamente, deixando sua marca e fazendo a diferença na cidade de Uberlândia.”

UDI Bike

UdiBike é o sistema de compartilhamento de bicicletas de Uberlândia. Com essa novidade, é possível alugar bikes em quatro pontos da cidade: Viaduto da João Naves com a Rondon, Centro de Tecelagem (próximo ao Extra), Teatro Municipal e entrada do Granja Marileusa. Para mais informações sobre essa iniciativa, acesse udibike.compartibike.com.br.

 

FOTO: Secom/Prefeitura

Read More

Bicicletas do projeto UDI Bike são furtadas

Seis bicicletas do projeto UDI Bike, projeto de compartilhamento de bicicletas, foram furtadas da estação do Teatro Municipal. A empresa responsável pelo projeto em Uberlândia registrou um Boletim de Ocorrência (BO) e repassou à polícia informações para identificação e localização das mesmas. Três bicicletas já foram recuperadas e foram contratados seguranças para as quatro estações.

O projeto foi criado com o intuito de estimular o uso de bicicletas como meio de transporte alternativo, bem como contribuir para a melhoria da mobilidade urbana, e ainda de incentivar a prática da atividade física e o lazer. Em dois meses de operação, O UDI Bike registrou o cadastro de 5.914 usuários que realizaram 5.983 viagens.

O “UDI Bike” tinha um total de 40 bicicletas distribuídas em quatro estações: Centro de Tecelagem, cruzamento das avenidas Rondon Pacheco e João Naves de Ávila, Teatro Municipal e Granja Marileusa (avenida Floriano Peixoto). O projeto prevê a manutenção e reposição periódica das bicicletas, mas a Prefeitura Municipal reforça que é importante que a população contribua evitando a depredação e ajudando na fiscalização dos equipamentos.

Para ter acesso às bicicletas, os usuários devem fazer um cadastro e adquirir um passe no site www.udibike.compartibike.com.br. Depois, o usuário deve fazer a opção pelo plano ao qual deseja aderir. A bicicleta é retirada em uma das quatro estações e pode ser devolvida em qualquer uma delas. O valor da diária é de R$ 3; o plano semanal custa R$ 10; mensal R$ 20 e o anual R$ 50, sendo que é possível ficar, no máximo, duas horas com a bicicleta. Após este período, é necessário aguardar dez minutos para renovar o passe. A compra dos passes é feita por meio de cartão de crédito. As horas excedentes são cobradas separadamente.

FOTO: Secom/Prefeitura

 

Read More

Uberlândia terá estações de compartilhamento de bicicletas

Na manhã desta terça-feira, 28 de março, foi feito o lançamento do projeto UDI Bike, que começa a funcionar em Uberlândia no dia 3 de abril, com quatro estações de compartilhamento de bicicletas. O projeto, cuja apresentação aconteceu na sede administrativa da Granja Marileusa, é uma parceria público-privada entre a Algar Telecom, o Instituto Algar, o bairro Granja Marileusa e a Prefeitura de Uberlândia.

O objetivo é oferecer à cidade uma solução de mobilidade urbana sustentável, além de uma opção de esporte e lazer. À princípio serão 40 bicicletas distribuídas em quatros estações localizadas no Centro de Tecelagem, cruzamento das avenidas Rondon Pacheco e João Naves de Ávila, Teatro Municipal e no bairro Granja Marileusa.

Para ter acesso ao sistema, o usuário deve fazer um cadastro e adquirir um passe no site www.udibike.com.br. A bicicleta é retirada em uma das quatro estações e pode ser devolvida em qualquer uma delas. O valor da diária é de R$ 3,00; o plano semanal custa R$ 10,00; mensal R$ 20,00 e anual R$ 50,00, sendo que é possível ficar, no máximo, duas horas com a bicicleta. Após este período, é necessário aguardar dez minutos para renovar o passe.

Segundo a vice-presidente de Governança e Marca do grupo Algar, Eliane Garcia Melgaço, o investimento no projeto vai ao encontro de um dos pilares do Grupo, que é a sustentabilidade. Para o secretário de Trânsito e Transportes, Alexandre Andrade, a parceria favorece as políticas públicas de mobilidade urbana, e vai incentivar na comunidade uma cultura que ainda precisa ter maior adesão.

FOTO: Alexandre Andrade/Facebook

 

 

 

Read More