segunda-feira, junho 17, 2024
Início CIDADES Inteligência Artificial: tecnologia aplicada à segurança

Inteligência Artificial: tecnologia aplicada à segurança

AME Segurança está disponível gratuitamente para IOS e Android

Você encontrou o lugar ideal para viver, para morar, para trabalhar. O que mais pode desejar? Que este lugar não pare de se desenvolver, seja acolhedor e seguro para você, para seus funcionários e para seus visitantes.

Há 8 anos o bairro Granja Marileusa surgia em Uberlândia como uma promessa de novidade no setor imobiliário. Hoje é uma realidade e em seu processo de desenvolvimento adotou a tecnologia como ferramenta de potencialização da segurança pública. A segurança no bairro alcança patamar de excelência através da utilização da Inteligência Artificial (IA) como aliada do bem-estar da comunidade e suas adjacências com o lançamento do aplicativo AME Segurança.

Por meio da Associação de Moradores e Empresas (AME), o Granja Marileusa investiu em uma grande estrutura para ser a primeira comunidade de Uberlândia a fornecer dados de modo estruturado e autônoma via IA para monitoramento pelo Centro de Operações da Polícia Militar –  futuro Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) da 9ª Região Integrada de Segurança Pública. O modelo poderá ser utilizado em outras regiões de Uberlândia.

 O QUE É O CICC

O CICC é uma estrutura física e conceitual que possibilitará a integração dos serviços de todo aparato de defesa social, com fins de realização de ações conjuntas, cooperativas e gerenciais em nível horizontal. É representado por um modelo predial que favorece a comunhão de esforços para integração operacional de ações das instituições, órgãos, setores sociais e até de governo.

“O CICC da 9ª Região Integrada de Segurança Pública, em fase de implantação, é fruto de estudo científico do Coronel André de Oliveira Coli, concluído no ano de 2011, por ocasião da conclusão do Curso de Especialização em Segurança Pública, da Academia de Polícia a Militar de Minas Gerais e Escola de Governo Professor Paulo Neves de Carvalho da Fundação João Pinheiro”, explicou o Major Flávio, durante encontro com a AME na sede da 9ª RISP. A Associação conheceu o espaço onde trabalham 52 pessoas 24 horas por dia.

A pesquisa científica do Coronel André Coli se baseou nos trabalhos desenvolvidos por ocasião da Copa do Mundo de Futebol ocorrida no Brasil, no ano de 2014, onde o CICC foi implementado e funcionou tão bem a ponto de receber elogios em nível internacional. A ferramenta já é usada por grandes cidades no Brasil como Curitiba, Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Salvador, Cuiabá, Recife, Natal, DF e, no exterior, no México, Madri e Nova York. Uberlândia será a primeira cidade do interior de Minas Gerais a implementar na gestão dos eventos de defesa social o modelo de Centro Integrado de Comando e Controle.

PARCERIA

O CICC da 9ª Região Integrada de Segurança Pública de Uberlândia foi concebido em 2020 e será concluído em 2022. No processo de desenvolvimento dos softwares para guarnecer os trabalhos do Centro Integrado de Comando e Controle a uberlandense Ivare é uma das três empresas no Brasil – a única 100% brasileira que estabeleceu parceria com a Polícia Militar para desenvolvimento e execução de projetos na área de IA com inovação e tecnologia de ponta. A ferramenta já é aplicada para a realização de biometria facial, identificação veicular, análises de cruzamento de dados, e outras funcionalidades em aprimoramento.

Os dados produzidos pelo aparato tecnológico do bairro Granja Marileusa e compartilhados com a Polícia Militar vai torná-lo o primeiro Smart Bairro do Brasil a implementar na prática, dois conceitos inovadores, Sociedade 5.0 e Segurança 4.0. Ambos os conceitos digitais possibilitam o aumento da sensação de segurança. Será o primeiro bairro do país integrados via IA diretamente com a IA utilizada pela Polícia Militar.

O aplicativo AME Segurança (disponível gratuitamente para IOS e Android) permitirá ao morador notificar à central privada ocorrências no bairro como princípios de incêndio, danos em bens públicos, acidentes de trânsito, etc. A interface da central de segurança AME estabelecerá contato com a Polícia Militar para mobilização de intervenções no bairro.

MONITORAMENTO VEICULAR AUTÔNOMO VIA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Para o monitoramento veicular, serão registradas as placas dos veículos que entrem no bairro por qualquer um de seus acessos, e caso tenha alguma restrição ou ocorrência, sendo identificado exclusivamente o veículo – não o condutor – a Polícia Militar será notificada da entrada e/ou saída deste veículo, e isso pode facilitar na prevenção de ocorrências graves.

SOCIEDADE 5.0

O conceito de Sociedade 5.0 surgiu no Japão em 2016 no Japão, quando o governo lançou o 5º Plano Básico de Ciência e Tecnologia, documento que definia as políticas de inovação a serem estimuladas pelo país entre 2016 e 2021.

O QUE É SEGURANÇA 4.0? O QUE MUDA NA ROTINA DO BAIRRO?

A rotina do morador, dos funcionários de empresas localizadas no Granja Marileusa, de seus espaços públicos ou dos locais voltados para entretenimento não vai mudar em nada, só vai ficar mais seguro. As câmeras que eram utilizadas tinham uma série de limitações, por exemplo. O rastreamento das placas veiculares, é a grande novidade. O conceito de Segurança 4.0 é derivado do conceito da 4ª Revolução Industrial e pode ser marcado pelos resultados alcançados, tecnologia e mobilidade.

Felipe Fernandes Pereira CEO da Ivare explica que “quando os algoritmos trabalham as ações são mais assertivas. Essa é a diferença entre ter uma câmera na porta de casa e tê-la integrada em tempo real com a Polícia Militar. Nosso aplicativo estará fornecendo dados organizados para a PM, cada nova informação é um algoritmo. A partir daí esses dados são transformados em informações e são essas informações que direcionarão a ação de forma assertiva; não vendemos ilusões. É o que chamamos de rede neural. Hoje são cerca de 6 mil câmeras instaladas em Uberlândia, cada uma é como um neurônio que disponibilizado para o geoprocessamento aumenta a ação do cérebro digital inteligente, que estará também acompanhado pelo olho humano”, explicou Felipe.

Para Edina Franco Gouveia, Diretora de Operação do Granja Marileusa, e também  integrante da AME, com essa iniciativa de tornar-se um bairro mais seguro, o principal objetivo do aplicativo e colaborar com os trabalhos da Polícia Militar no fornecimento de dados e imagens de todos os seus acessos viários, principalmente as avenidas Maria Silva Garcia, Floriano Peixoto e Afonso Pena.

“Todos que utilizarem esse aplicativo, sejam moradores, empresas ou visitantes do Granja Marileusa terão uma maior sensação de segurança porque podem contar com um sistema de monitoramento em tempo real e de qualidade. Em momento algum o aplicativo ou a Associação fazem o papel da polícia. O aplicativo nos permitirá fornecer os dados para a PM e ser um ótimo aliado na segurança preventiva”.

CASE

E a inteligência faz com que o ambiente seja seguro para a população. Foi o trabalho de inteligência realizado recentemente que fez com que a PM prendesse os suspeitos de explodir um caixa eletrônico na avenida Rondon Pacheco, em Uberlândia, sem disparar nenhum tiro.

O acompanhamento de eventos ordinários e extraordinários em tempo real é parte da atuação da PM e o Capitão Elias Alves, da Comunicação Institucional, reforça que produzir segurança com qualidade é o principal objetivo da corporação. “A mineração desses dados levará a redes mais protegidas”.

 Confira o AME Segurança traz para o Granja Marileusa:

  1. Inovação: Inteligência Artificial com base nos conceitos de Segurança 4.0 e Sociedade 5.0;
  2. Segurança: Aplicar a Inteligência Artificial na segurança do bairro, integrando com a Polícia Militar via Hélios, projeto Vizinhança Solidária e ao APP Granja Marileusa
  3. Foco: Vias públicas externas aos condôminos, empresas e fluxos de pessoa/ veículos
  4. Posicionamento: Smart Bairro com segurança através de uma central de monitoramento com equipes equipadas, Câmeras posicionadas levando em consideração a tecnologia, objetivo e foco.
  5. Manutenção: Checklists periódicos que comprovem a efetividade e qualidade das câmeras, infra, imagens e monitoramento.

COMO FUNCIONA?

  • O App AME Segurança está disponível para IOS e Android. O morador, funcionário de empresas do bairro ou visitantes poderão baixá-lo em seus smartphones e fazer o cadastro. O aplicativo traz:
  • Morador, Visitantes, Empresas
  • Reconhecimento Facial para desbloqueio do App
  • Botão de Pânico para situação de perigo como sequestro, perseguição, coação física
  • Alerta de Incêndio
  • Informe de Batidas e Acidentes nas vias Públicas do Bairro
  • Abertura e acompanhamento de chamados para inconformidades (bancos quebrados, depredação, manutenção) do bairro
  • Comunicados da Associação no estilo rede sociais
  • Equipe de Segurança
  • Dashboard Inteligente de Gestão e Operação
  • Integração com a Polícia Militar através do Hélios e Projeto Vizinhança Solidária
  • Monitoramento autônomo em tempo real
  • Alertas de Segurança
  • Registro de histórico com análises
  • App Alerta do Morador, integrado diretamente com a Central de Monitoramento do Bairro

SEUS DADOS ESTÃO PROTEGIDOS?

O App AME Segurança está em conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e seus dados estarão protegidos e seus registros também. Só você tem acesso às ocorrências que registra.

FOTOS: Margareth Castro

RELATED ARTICLES

Deixe uma resposta

Most Popular

Recent Comments